Cidades

Sobe para nove o número de presos na Operação Estrada Segura II

Subiu para nove o número de presos na Operação Estrada Segura II, realizada desde as primeiras horas da manhã desta segunda-feira (21), na região de Guaxindiba, em São Gonçalo. A ação visa desarticular quadrilha especializada em crimes como roubos com privação de liberdade, roubos de veículos, crimes de extorsão, trafico e associação ao trafico, em regiões às margens da Rodovia Niterói-Manilha (BR-101).

Segundo informações dos agentes, até o momento dois corpos foram encontrados em um cemitério clandestino. Além dos nove presos, armas e drogas também foram apreendidas. Entre os capturados estão “Netinho” e “Cara de Lua”, apontados como roubadores de carga. Cerca de 60 policiais rodoviários estão prestando apoio à ação, que também tem apoio do 4º Departamento de Polícia de Área (DPA).

Pelo menos nove pessoas foram detidas – Foto: Divulgação

Um dos alvos da operação é Fábio Sodré da Silva, conhecido como “Cachorrão”. Segundo investigação da 74ª DP (Alcântara), ele é o líder do tráfico da Comunidade de Guaxindiba, e vem loteando os terrenos e expulsando moradores que não aceitam pagar a quantia imposta pelo traficante que pode alternar entre R$ 3 mil a R$ 5 mil por terreno. Aqueles que não aceitam pagar por esses valores são expulsos das suas casas ou tem seus terrenos invadidos.

A apuração da distrital ainda afirma que Fábio é um dos autores do duplo homicídio que vitimou a corretora e seu marido, naquela localidade. Seria ela quem negociava os terrenos que eram invadidos a mando do acusado. Contra o acusado, ainda existem dois mandados de prisão em aberto, segundo a distrital. Os policiais estão nas ruas a fim de localizar e prender o alvo. Ainda não foi confirmado se ele está entre os detidos.

Equipes atuam na região desde as primeiras horas da manhã – Foto: Divulgação

A Polícia Civil ainda afirma que a operação também visa, em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública e Guarda Municipal de São Gonçalo, a retirada de veículos irregulares que são usados nos deslocamentos de criminosos, reprimir a ação de mototaxistas associados ao tráfico de drogas, assim como a retirada de barricadas que possam impedir o direito de ir e vir dos moradores da região.

Fonte: SÃO GONÇALO – A Tribuna RJ