Cidades

Ovos com diferença de até 46% em Niterói

Agentes do Procon Estadual do Rio de Janeiro realizaram um levantamento de preços de produtos básicos da alimentação dos consumidores fluminenses. Os itens pesquisados foram: arroz, feijão preto, óleo de soja, leite, ovos, açúcar, sal, fubá, macarrão, farinha de trigo, farinha de mandioca. O levantamento de preços foi realizado (26) estabelecimentos que comercializam esses alimentos entre os dias 21/08/21 até 02/09/21 no Rio de Janeiro, Macaé, Campos dos Goytacazes, Niterói, Nova Iguaçu, Nilópolis e Nova Friburgo.

Em Niterói o consumidor conseguia pagar a cartela de 20 ovos de R$ 7,89 a R$ 11,50, uma diferença de 46%, em relação ao leite de 1 litro na embalagem tetrapak, essa diferença era de 13%.

Produção– A produção de ovos de galinha registrou 985,70 milhões de dúzias no segundo trimestre, um avanço em relação ao apurado no segundo trimestre de 2020 (0,9%) e em relação à produção do primeiro trimestre de 2021 (0,5%). Com o resultado, a produção representou recorde para um segundo trimestre, sendo a quarta maior produção da série histórica da pesquisa.

A aquisição de leite cru alcançou 5,82 bilhões de litros no segundo trimestre, o que representa redução de 1% ante o segundo trimestre de 2020 e queda de 11,4% em relação ao trimestre imediatamente anterior.

Segundo Bernardo Viscardi, o setor tem comportamento cíclico e, por causa do período mais seco, os segundos trimestres regularmente apresentam a menor produção anual. “Nesse ano, a seca foi mais intensa em muitos estados produtores, principalmente nas regiões Sul e Centro-Oeste, o que afeta as pastagens, a alimentação natural da vaca. E o preço dos insumos da ração, suplementos necessários nessa condição, também ficaram mais caros”, disse.

Viscardi destacou também que apesar do preço do leite ter aumentado para o consumidor final, a alta não foi na mesma proporção do preço dos insumos da suplementação. “É mais difícil repassar o aumento de custo para o consumidor final, o que naturalmente desencoraja a produção”, explicou.

Apesar da redução na produção de leite, o resultado representa a terceira maior captação do produto acumulada em um segundo trimestre, mas abaixo dos resultados alcançados em 2020, de 5,87 bilhões de litros, e de 2019, de 5,86 bilhões de litros. 

O post Ovos com diferença de até 46% em Niterói apareceu primeiro em ErreJota Notícias.

Fonte: Cidades – ErreJota Notícias