Brasil

Governador Cláudio Castro afirma que o Rio já se prepara para uma quarta onda da Covid-19

Em um evento realizado neste sábado (5), na Quadra da Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis, o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, afirmou que o estado está se preparando para uma provável quarta onda de contágios da Covid-19.

O governador visitou a Quadra da famosa Escola da Baixada Fluminense para acompanhar o primeiro dia de distribuição dos cartões do programa Supera RJ. Apesar dos protocolos de segurança recomendados devido à pandemia do novo coronavírus, Castro abraçou vários integrantes da Beija-Flor, sempre no embalo dos ritmistas da bateria da Escola. O palco onde aconteceu o evento chegou a ter cerca de 30 pessoas aglomeradas, entre elas o presidente da Alerj André Ceciliano, e os membros da azul e branca Neguinho da Beija-flor e Selminha Sorriso.

O evento acontece em meio a uma dificuldade de reduzir os números de mortes por Covid-19 no Brasil. De acordo com o último boletim divulgado, nesta sexta-feira (4), o país registrou 1.184 óbitos em 24 horas, chegando a 470.968 desde o início da pandemia.

“A gente já tá se preparando para uma quarta onda, fazendo a manutenção dos leitos abertos. Entre a primeira e a segunda onda, tivemos uma desmobilização grande de leitos, que a gente já não deixou acontecer da segunda para terceira onda e agora também mantemos os leitos abertos. Nós entendemos que com essa proteção e analisando os dados dia a dia, caso venha uma quarta onda, nós teremos capacidade de enfrentá-la”, garantiu o governador, completando que o estado montou um estoque de kit intubação e que ele mandou adquirir respiradores “no preço e no tempo certo”.Cláudio Castro chegou à quadra com uma hora de atraso, e, em ritmo de campanha, voltou a defender a realização da Copa América no Brasil: “Se as fronteiras do Brasil estão abertas, não há motivo para não realizar”. O governador também prometeu adiantar pagamento de 468.976 servidores ativos, inativos e pensionistas para a próxima quinta-feira (10), sétimo dia útil. O valor líquido da folha é de R$ 1,87 bilhão.

“Esta é a sétima vez que antecipamos os salários. É um reconhecimento à dedicação e empenho do funcionalismo público estadual. É nosso compromisso buscar sempre meios para garantir o pagamento dos servidores em dia”, afirmou Castro.

Na agenda do governador, neste sábado, estavam programadas visitas a sete escolas de samba. São 21 polos presenciais onde os cartões do Supera RJ estão sendo entregue aos beneficiados pelo pagamento de até R$ 300 do auxílio emergencial estadual. Ao todo, 42.569 famílias inscritas no CadÚnico que recebem até R$ 178 mensais serão contempladas nesta primeira etapa do programa.

Fonte: NACIONAL – A Tribuna RJ